O caos das contas públicas segue em estado avançado. As atividades da Receita Federal voltam a ter risco de interrupção por falta de recursos. A paralisação nas atividades pode ocorrer a partir deste mês mesmo depois de o governo anunciar corte de despesas.

(Foto: Miriam Zomer/Agência AL - Carolina Antunes/PR)

247 - O caos das contas públicas segue em estado avançado. As atividades da Receita Federal voltam a ter risco de interrupção por falta de recursos. A paralisação nas atividades pode ocorrer a partir deste mês mesmo depois de o governo anunciar corte de despesas. 

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo destaca que "integrantes do Ministério da Economia relataram que as medidas de corte de gastos ajudaram a prolongar a prestação dos serviços, mas que agora o sistema da Receita poderá parar de funcionar em 20 dias. Isso interromperia serviços básicos, como emissão de CPF, pagamento de restituição do IR (Imposto de Renda) e controle de importação e exportação de produtos no Brasil."

A matéria ainda sublinha que "essa é a segunda ameaça de shutdown (paralisação de serviços) no ano. Em agosto, o alerta foi dado e o governo estudou como remanejar recursos da pasta. O ministro Paulo Guedes (Economia), então, suspendeu há duas semanas novas contratações de serviços de consultoria, estágio remunerado, mão de obra terceirizada, além de compra de bens e imóveis, diárias e passagens internacionais, insumos e máquinas de café e outras ações."

247