FUGA DE VOTOS

Donos das duas maiores votações da Câmara em 2018, os deputados Eduardo Bolsonaro (PL-SP) e Joice Hasselmann (PSDB-SP) perderam mais de 1 milhão de votos cada no intervalo de quatro anos. Pior para Joice, que não conseguiu renovar o mandato. A jornalista, que alcançou 1.078.666 votos na eleição passada, recebeu apenas 13 mil votos neste domingo (2). Uma perda de 99% na votação.

Filho do presidente Jair Bolsonaro (PL), Eduardo saiu das urnas há quatro anos com o título de deputado federal mais votado da história, com 1,84 milhão de votos. Desta vez, ficou com 741.701 votos. Apesar de ter perdido mais de 1 milhão de votos, Eduardo foi o quarto deputado mais votado do país, atrás de Nikolas Ferreira (PL-MG), com 1.492.047 votos; Guilherme Boulos (Psol-SP), com 1.001.472 votos, e Carla Zambelli (PL-SP), com 946.244 votos.

A deputada estadual Janaina Paschoal (PRTB-SP), que recebeu mais de 2 milhões de votos em 2018, atingiu apenas 447.550 votos na disputa ao Senado este ano. E também ficará sem mandato parlamentar.

Aos 26 anos, Nikolas é vereador em Belo Horizonte e, a partir de agora, o deputado federal mais votado da história de Minas Gerais. O jovem é fenômeno nas redes sociais. Ele tem mais de 3,4 milhões de seguidores no Instagram e 1,8 milhão no TikTok.